Gestão de Igrejas
Gestão de Igrejas

A Igreja Tem um Papel Importante na Sociedade


A palavra igreja é de origem grega utilizada para traduzir o termo hebraico que era usado entre os judeus para designar a assembleia geral do povo do deserto que segundo o antigo testamento era conduzido por Moisés, após a saída do povo hebreu do cativeiro do Egito.

Na sua etimologia, a palavra grega ekklesia tem dois radicais gregos, o primeiro ek que traduzido literalmente significa “para fora” e klesia que significa “chamados”, desta forma, na sua raiz, a palavra igreja significa assembleia ou os que foram chamados.

No Novo Testamento podemos encontrar duas formas de referência a igreja, a primeira se refere a uma igreja local ou um grupo específico organizado de cristãos e o segundo como a igreja universal, o corpo de Cristo, esta é composta por todos aqueles que professam a sua fé em Jesus Cristo. A igreja local é uma divisão, uma parte visível e temporal da igreja universal.

Ao dizer a Pedro que edificaria sobre ele a “sua igreja” (Mateus 16:18), Cristo que já havia trocado o nome de Pedro, que antes era Simão, estaria profetizando sobre a formação da igreja que seria erigida sobre a rocha, a pedra em alusão ao nome do Apóstolo Pedro.

Tradicionalmente se tem a visão de que a igreja cristã teve sua fundação no dia de Pentecostes, ou seja, 50 dias depois da Páscoa em que o Cristo foi crucificado.

Naquele tempo muitos judeus moravam em outros países, entretanto, visitavam Jerusalém para a antiga Festa de Pentecostes, que agradecia a Deus pela colheita, depois que Jesus morreu e ressuscitou na Páscoa, os discípulos ficaram em Jerusalém esperando a chegada do Espírito Santo.

No domingo de Pentecostes, pela manhã, o Espírito Santo desceu como um vento forte e línguas de fogo e os discípulos começaram a falar em outras línguas que não conheciam (Atos 2:1-4), os judeus que vieram de outros países ficaram maravilhados porque cada um ouvia a língua de seu país de residência.

Foi nesse momento que Pedro deu o seu grande sermão e houve um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas (Atos 2:41), desta forma, esse grupo de cristãos foi primeiramente chamado de “a igreja” (Atos 2:47), onde lemos que “todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que haviam de salvar”.

Como cristãos, temos a obrigação de nos indagar: Qual a finalidade da Igreja?

A Igreja Cristã não é um prédio, um local de encontro ou uma organização, ela é o conjunto de todos os crentes em Cristo, obviamente que isso, independentemente da denominação, do lugar onde está e de especificidades e de sua organização, as suas finalidades estão relacionadas com o plano de Deus na terra: a evangelização dos não crentes e a edificação de outros membros da igreja.

Essas são as finalidades históricas e bíblicas da igreja, sob o ponto de vista espiritual, mas e se perguntássemos para os próprios cristãos – Qual é o papel da igreja? – certamente que teríamos muitas respostas contraditórias. Há muita contradição a respeito do papel da igreja no mundo de hoje e principalmente como ela deve se comportar.

Em um dos seus últimos encontros com os seus discípulos, na Galileia, Jesus lhes disse: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado; e eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28:19-20).

De forma bastante sucinta, encontramos aqui o plano de Deus para a sua igreja, podemos enxergar aqui a razão fundamental onde a igreja deveria trabalhar, são quatro verbos, ir, fazer discípulos, batizar e ensinar.

Como cristãos e como parte da igreja de Cristo, não podemos pensar que o papel da igreja se resume a evangelizar, isso é fundamental mas não é tudo, em suas palavras o Senhor traça o seu grande projeto para a igreja: fazer discípulos, evangelizar, batizar e ensinar.

Assim sendo o “fazer discípulos” significa buscar seguidores do Cristo, que procurem em sua vida serem semelhantes a Ele, praticar o que Ele praticou, viver como Ele viveu, Ele aqui na terra envolveu-se com pessoas, compromissando-as com Deus, assim, nossa vida deveria refletir esse propósito e nossa igreja avaliar suas práticas no sentido de buscar respostas sobre essa questão.

Na nossa modesta visão a igreja, além das finalidades de cunho histórico, bíblico, político, etc, tem que exercer também um papel social; hoje temos uma sociedade multicultural, vivemos a urgência da disseminação da tolerância que pede uma sociedade mais democrática e que esteja aberta a pensar diferente, principalmente sobre a crença religiosa.

É um desafio onde a igreja tem que se fazer presente, exercendo seu papel social, na família, na educação, nas políticas públicas.

E para fazer frente a todas estas demandas a igreja precisa estar organizada, precisa preparar os seus líderes, deve estar estruturada, conhecer a sua membresia e os processos que a fazem titular dos seus direitos perante a sociedade. A igreja organizada cresce com mais eficiência e robustez.

É muito difícil alcançar o crescimento sem estar estruturado, sem ao menos conhecer a sua membresia e a fonte de onde vem os seus membros, se estão batizando, se estão vindo de outras igrejas, todas estas informações são importantes para a igreja e quem controla isso é a sua secretaria.

Se o departamento Secretaria da sua igreja não estiver preparado, não tiver pessoas abertas a aprender e a praticar as regras simples de gestão e administração a igreja fica estagnada, as pessoas ficam perdidas num universo de papéis e informações descontroladas, antes de tudo é preciso organizar, assim como a linguagem da bíblia é dinâmica e atual a igreja tem que se abrir para o moderno, e fazer uso de tecnologia e informação para cumprir o seu papel.


Diretor e Chefe de Desenvolvimento na SN System's. Maurício também é especialista no 3º Setor, com muitos anos de experiência em administração pública e eclesiástica.

    View Comments
    There are currently no comments.